Valor do Teto INSS como funciona, tire suas duvidas

A previdência social onde a maioria dos trabalhadores esta conveniada fazendo suas contribuições para que um dia possam se aposentar, o valor recebido de beneficio de cada trabalhador vai depender do valor contribuído ao longo dos anos.

Mesmo que um trabalhador contribua um valor alto, ele não poderá receber acima do teto que é o valor máximo pago de beneficio, foi uma forma que o governo encontrou para limitar o valor máximo a pagar.

Vamos entender como o teto funciona e como proceder para receber um beneficio com valor um pouco mais alto.

Sobre o Teto INSS

O INSS é o Instituto Nacional do Seguro Social, um órgão do Ministério da Previdência Social criado em 1988 com funções como a administração das contribuições de aposentadoria.

O INSS recebe as contribuições dos trabalhadores e realiza pagamentos de benefícios como.

Aposentadorias;
Auxílio-doença;
Pensão por morte;
Auxílio-acidente;
Entre outros.

Cada estado do país tem a capacidade de instituir suas próprias regras em relação à previdência social, sendo este um seguro que as pessoas pagam durante o seu tempo de trabalho e é o INSS que repassa a renda a pessoas que não possuem outras fontes de renda.

Os trabalhadores tem o valor conforme a tabela de contribuição INSS 2020 descontados diretamente em sua folha de pagamento, e os valores a serem descontados vão depender do salário de cada um, podendo variar de 8% a 11%, sendo que quanto maior o seu salário, maior é o desconto.

Valor do Teto INSS atualizado

Lembrando que atualmente este teto INSS 2020 é o que limita o valor máximo tanto de contribuição quando de benefícios, aposentadorias e auxílios que não podem superar esta marca.

Desta forma, esse índice de R$ 5.839,45 é o máximo que uma pessoa poderá receber de benefício no INSS.

Por outro lado, também é o valor máximo de contribuição.

Neste caso, quem contribuiu como autônomo/ Contribuinte Individual com esse valor de teto, deverá pagar 20%, ou seja, a contribuição fica em R$ 1.167,89.

Caso você seja empregado e receba no teto ou acima dele, vai contribuir com a alíquota de 11% deste valor. ou seja, R$642,34.

Se você achou o aumento pouco e está precisando de dinheiro para colocar as finanças em ordem, veja como fazer um empréstimo consignado INSS para resolver a sua situação.

É importante você saber também que o INSS já liberou a tabela de pagamento de benefícios para 2019. Para saber as datas do seu pagamento em 2019.

Como contribuir para aposentar com o teto do INSS

Quem quer aposentar com o teto tem que contribuir 11% do teto para o INSS. Isso corresponde, em valores baseados no teto atual, a mais ou menos R$457, 28. Você terá de contribuir com este valor durante 80% da sua vida ativa. Ou seja, mesmo aqueles trabalhadores que passaram a ganhar altos salários em um dado momento da vida não conseguirão contribuir para aposentarem-se com o teto da aposentadoria.

Neste caso, estamos falando de trabalhadores com carteira assinada. Autônomos, neste aspecto, são considerados contribuintes individuais e facultativos filiados ao RGPS (Regime Geral de Previdência Social), e sua contribuição é de 20% sobre o salário-de-contribuição, independentemente da data de inscrição. Quem presta serviço para empresas ou usa o regime simplificado, como Microempreendedores individuais, terá descontado o valor de 11%. Para aposentar com o teto, um trabalhador autônomo teria de contribuir atualmente com R$831,41.

Dois mil segurados recebem o Teto da Previdência

Conseguir se aposentar com o valor máximo pago pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que hoje está em 5.189,82 reais, é o sonho de muitos brasileiros, principalmente para aqueles que sempre contribuíram com valores altos. Porém, o teto previdenciário é para poucos.

Dados obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que, em janeiro deste ano, apenas 2.226 segurados recebiam esse valor. A previdência social paga 18,6 milhões de aposentadorias, segundo dados de dezembro de 2015.

Mudanças na previdência devem afetar milhares de trabalhadores

Com a reforma da previdência que esta sendo aprovada o brasil vai passar por grandes mudanças, o brasileiros vai precisar trabalhar mais para poder se aposentar, se adequando a uma nova previdência, ficando mais parecidas como funciona em países do primeiro mundo.

Com a reforma o governo pretende economizar bilhões em 10 anos que pode significar uma retroação nas contas da previdência que estava entrando em colapso com o envelhecimento da população, e precisando desenbolsar mais do que recebe.

Governo Economista e a Reforma da Previdência

O aumento da expectativa de vida, a redução da taxa de natalidade e a entrada cada vez mais tardia dos jovens no mercado de trabalho são alguns dos fatores que explicam por que o INSS tem hoje um modelo atuarial insustentável. A nova regra para aposentadoria vem para se alinhar a esse novo cenário social.

Em 2015, 25% dos casais já optavam por não ter filhos. Ao mesmo tempo, a maior longevidade da população (cuja expectativa de vida pode chegar perto de 83 anos em 2040) e as regras mais maleáveis de aposentadoria impõem ao Estado uma carga orçamentária extremamente onerosa, já que há cada vez menos trabalhadores sustentando um volume cada vez maior de aposentados.

As alíquotas de contribuição continuarão sem alteração, mesmo a tabela INSS 200 atualizada, por isso não altera o valor.

A idade média de aposentadoria do brasileiro é, hoje, 55,6 anos para homens e 52,8 anos para mulheres. Esse fator, somado à elevação da expectativa de vida (que aumentou mais de 30 anos desde meados de 1940), resultou em uma duração média dos benefícios de cerca de 21 anos (era de 14,7 há menos de duas décadas). É óbvio que essa conta não fechará sem mudanças nas regras.

COMO SERÁ A TRANSIÇÃO

Para fazer valer a Reforma da Previdência, há uma regra de transição para os contribuintes do INSS e servidores públicos.

Caso a proposta seja aprovada, as mulheres poderão se aposentar a partir dos 53 anos, e os homens, dos 55.

Entretanto, a cada dois anos, a partir de 2020, essa idade necessária será acrescida em um ano, até atingir 62 anos para elas e 65 para eles, em 2038.

Outra regra da transição diz respeito ao “pedágio” de 30% que o trabalhador precisará pagar sobre o tempo que faltar para se aposentar.

E tem mais: para se aposentar com 100% do benefício, os trabalhadores devem contribuir por, pelo menos, 40 anos.

PROFESSORES (UNIÃO E REDE PRIVADA)

Atualmente, o professor que comprove exclusivamente tempo de efetivo exercício no magistério da educação infantil, nível fundamental ou médio pode se aposentar com 5 anos a menos do que os demais trabalhadores (55 anos de idade e 30 de contribuição, se homem, e 50 anos de idade e 25 anos de contribuição, se mulher).

As novas regras da aposentadoria para professores elevam em 5 anos a idade mínima: a exigência será de 60 anos (homens) e 55 anos (mulheres), com 25 anos de contribuição para ambos os gêneros. Lembrando que essa nova sistemática vale apenas para quem não se encaixa na regra de transição.

Quando começam a valer as novas regras para aposentadoria

As novas regras começam a valer assim que a reforma for promulgada pelo Congresso. Como é uma mudança na Constituição, o texto – após aprovado por deputados e senadores – não é sancionado pelo presidente, mas sim promulgado pelo Congresso Nacional. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a promulgação será feita em dez dias, com a presença do presidente Bolsonaro. Até a promulgação, as regras que valem são as atuais, mesmo o texto tendo sido já aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

Se tiver alguma duvida pode ligar no telefone INSS para esclarecer como e quando poderá se aposentar, ou mesmo marcar uma visita a previdência social.

cálculo das aposentadorias

O valor da aposentadoria será calculado com base na média de todo o histórico de contribuições do trabalhador (não descartando as 20% mais baixas, como é feito atualmente). Ao atingir o tempo mínimo de contribuição (15 anos para mulheres e 20 anos para homens), os trabalhadores do regime do INSS terão direito a 60% do valor do benefício integral, com o porcentual subindo 2 pontos para cada ano a mais de contribuição. As mulheres terão direito a 100% do benefício quando somarem 35 anos de contribuição. Já os homens só terão direito a 100% do benefício quando tiverem 40 anos de contribuição.

Considerações sobre o Salario minimo atual e politica brasileira

Foi divulgado a poucos meses a previsão sobre o novo Salario minimo, seguirá por em quanto a mesma base de anos anteriores, visando cobrir a inflação de acordo om o governo, as considerações sobre o Salario minimo sempre será de acordo com o bolso do governo.

VALOR DO REAJUSTE DO SALÁRIO MÍNIMO

Esse ano o Governo Federal decidiu aumentar o salário com o valor um pouco acima do aumenta da inflação. Segundo os dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) esse aumento foi de 10,67% no final de 2016. Isso significa um ganho de R$ 95,00 sobre o valor anterior do salário mínimo 2020.

Isso vai aumentar em muito o poder de compra da população. E esse é o principal objetivo do novo governo, fazer a economia interna girar e crescer.

Depois de muitas especulações finalmente o novo valor salário mínimo foi definido. De acordo com o Presidente do Brasil, o novo valor é de R$ 998,00.

Orçamento do governo e o novo minimo

Esse ano o deficit primário pode ser de 124,1 bilhões ainda maior que mandato anterior que foi de Michel Temer que foi aproximadamente de 110 bilhões, mais ainda estamos apenas no começo do mandato do novo governo que em por objetivo cortar gastos.

Então o novo salario 2020 apenas será reajustado de acordo com a inflação atual sem um aumento real, os próximos meses esta prevista a votação da reforma da previdência que deve ter impacto forte nas contas publicas em alguns anos.

A votação ganhou novo impulsionamento depois que o governo federal garantiu verba para emendas parlamentares que em troca a votação deve ser agilizada e garantir um maior numero de votos a favor do governo.

Outro impasse que afetou a decisão do governo federal a poucos dias foi o aumento do diesel pela Petrobras onde ouve uma breve intervenção causando uma queda bruscas nas ações da Petrobras onde rapidamente o governo decidiu por manter o aumento e parar a queda na bolsa.

A projeção que os anos seguintes que a economia do brasil volte a crescer com o controle de gasto do governo e que arrecadação seja maior que os gastos permitindo assim melhor ajustes de contas do governo, onde o aumento do novo salario minimo poderá ter aumento real acima da inflação.

PREVISÃO SALÁRIO MÍNIMO 2020

Esse ano os economistas do país tiveram trabalho para saber qual seria o valor real do reajuste do salário mínimo. Isso porque o Governo Federal admitiu um erro no cálculo do salário mínimo 2018.

Com esse fato, os economistas fizeram uma previsão de reajuste no valor de R$ 1.067,40. Porém não chegaram nem perto, já que o valor atual do salário mínimo é de R$ 998,00.

Salário mínimo regional 2020

O salario minimo pode variar de uma região para outra, pois muita empresas pagam um valor devido a economia da região que faz que os ganhos dos trabalhadores sejam um pouco mais elevado, mais isso não é uma regra geral.

Veja como fica a media de de salario em alguns estados.

  • São Paulo ( R$ 1.163,55 );
  • Rio de Janeiro (R$ 1.238,11);
  • Rio Grande do Sul (R$ 1.237,15);
  • Santa Catarina (R$ 1.158,00);
  • Paraná (R$ 1.509,02).

Piso salarial 2020 de algumas profissões

Todos sabemos que algumas profissões recebem uma remuneração maior que outra, de acordo com algumas informações obtivemos a media paga a algumas profissões, mais isso depende e muitos fatores, por isso as informações abaixo servem somente de caráter informativo.

Mesmo porque alguns desses profissionais podem receber um valor bem maior, saiba qual é o rendimento de acordo com algumas profisões.

  • Enfermeiro – auxiliar: R$ 1.000 (RJ);
  • Advogado: R$ 2.600 (RJ);
  • Arquiteto: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Contador: R$ 2.432 (RJ);
  • Administrador de empresas: R$ 2.432 (RJ);
  • Eletricista: R$ 1.481 (SP);
  • Fonoaudiólogo: R$ 2.231 (RJ);
  • Enfermeiro – técnico: R$ 1.177 (RJ);
  • Agrônomo: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Engenheiro: R$ 4.728 (6 horas diárias);
  • Farmacêutico: R$3.711 (MG);
  • Aeromoça/ Comissário(a) de Bordo: R$ 1.742.

Benefícios que sofrerão reajustes

Com o aumento muitos benefícios do INSS subirão fazendo com que os gastos do governo subirem um pouco, se você recebe algum beneficio da previdencial social, saiba que também receberá aumento nos seus rendimentos, veja alguns benefícios que subirão com o reajuste.

  • Abono do PIS/PASEP;
  • Seguro-desemprego;
  • BPC/LOAS;
  • Aposentadoria INSS;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio doença INSS;
  • Salário-maternidade INSS.

TABELA SALÁRIO MÍNIMO

Para que você analise o salario minimo de alguns anos atras e veja a evolução do aumento, como podemos ver a alguns anos atras era bem menor, mais ainda não esta bom devido a inflação brasileira que aumenta todos os anos, veja informações de anos anteriores.

Vigência Valor Ano
01.01.2012 R$ 622,00 2012
01.01.2013 R$ 678,00 2013
01.01.2014 R$ 724,00 2014
01.01.2015 R$ 788,00 2015
01.01.2016 R$ 880,00 2016
01.01.2017 R$ 937,00 2017
01.01.2018 R$ 964,00 2018
01.01.2019 R$998,00 2019
01.01.2020 R$1.039 2020

Olá, mundo!

Bem-vindo ao WordPress. Esse é o seu primeiro post. Edite-o ou exclua-o, e então comece a escrever!